Receba Novidades

A área jurídica e a tecnologia

Tecnologia na área jurídica é cada vez mais importante no mundo contemporâneo.

Ao observar o avanço tecnológico facilmente perceptível pela sociedade, é inegável que os profissionais da área jurídica precisam se adequar ao novo modelo de interação entre o homem e máquina.

Em especial o uso da inteligência artificial.

 

As transformações na área jurídica

As transformações motivadas e causadas pela inovação tecnológica impactam os mais diversos setores da sociedade, e não poderia ser diferente com a área jurídica.

A respeito da atual perspectiva e prática da advocacia e atual modelo educacional das escolas de direito, faz-se necessário uma reflexão a respeito do que está consolidado e o que será demandado futuramente a esses profissionais.

 

Inovações para o desenvolvimento

Um aspecto que deve ser observado é que a inovação e as evoluções na tecnologia devem ser vistas como fortes aliadas no desenvolvimento das atividades que estão ligadas às decisões e atividades judiciais, pois possibilita uma possibilidade de tomada de decisão baseada em diversos argumentos e informações.

 

Interações com a tecnologia

Desta forma, essa interação entre o homem e máquina será aperfeiçoada e contribuirá para que os profissionais incorporem novas metodologias as suas atividades laborais, a máquina passa de uma ameaça a seus postos de trabalho para aliada na execução de atividades que demandam intensiva atividade intelectual.

Tecnologia para a aprendizagem

A tecnologia possibilita um ambiente de aprendizagem e aperfeiçoamento dos profissionais no que diz respeito a forma de agir perante os problemas do cotidiano no ambiente profissional e das demandas de seus clientes.

Há, também, os produtos tecnológicos que podem facilitar o cotidiano das instituições como, por exemplo, automação e realização de funções mecânicas que facilitam a manutenção das atividades das organizações.

 

Seremos substituídos?

E, durante o processo de substituição da atividade humana pela participação de máquinas fazendo uso da inteligência artificial, o ser humano poderá aperfeiçoar outras habilidades para desempenhar melhor suas atividades diante de demandas mais complexas.

Pois ainda haverá demandas que não poderão ser resolvidas integralmente pela máquina sem que haja o mínimo de contribuição humana em algum nível de resolução.

A área jurídica em evolução tecnológica

Os profissionais da área jurídica podem utilizar a inteligência artificial e os programas de computador voltados para o ramo do direito como fortes aliados para a execução de tarefas que demandam tempo e pesquisas que resultam em constantes repetições.

O fruto dessa incorporação da tecnologia é o ganho de tempo para que o profissional possa aperfeiçoar outras áreas da vida pessoal e profissional.

Portanto, é possível sugerir que o aumento da produtividade está diretamente ligado, inclusive, aos ganhos perceptíveis na melhora da interação com os clientes e parceiros.

 

As inovações nos  escritórios

As atividades desenvolvidas dentro dos escritórios de advocacia também são afetadas pelas inovações tecnológicas.

O desenvolvimento de novas tecnologias e a aplicação destas na rotina de trabalho nos escritórios contribui para que a resposta aos problemas dos clientes seja mais rápida.

 

As facilidades na área jurídica pela tecnologia

Novas tecnologias, bem como as já existentes, são capazes de facilitar o desenvolvimento do conhecimento jurídico.

Além de contribuir para que as habilidades em executar atividades como gerir o ambiente organizacional, adquirir novos conhecimentos técnicos, habilidade em manter a comunicação acessível e eficiente com os clientes internos e externos.

Além de outras habilidades sociais e emocionais que compreendem as habilidades profissionais dos advogados e demais profissionais da área jurídica.

 

O aperfeiçoamento dos trabalhadores da área jurídica na universidade

Dentro do ambiente acadêmico, onde a maioria das habilidades essenciais para os juristas são construídas e aperfeiçoadas, a inovação tecnológica também deve ser observada e tratada como uma pauta essencial e urgente.

Já que os acadêmicos necessitam de conhecimento sobre o que há de tendência no setor tecnológico, e como essas tendências podem interferir na vida profissional deles.

A máquina não inviabilizará a atividade humana na área jurídica

A respeito da possível substituição da mão de obra humana pela atividade das máquinas não deve ser vista como o futuro da advocacia, esta teoria está fundada numa visão de futuro limitada.

A máquina, os ativos tecnológicos, não serão os substitutos do homem em todo o campo das atividades jurídicas, mas sim uma aliada que irá expandir as possibilidades de ação e fortalecer os métodos já existentes.

 

Conhecimento e tecnologia

Diante das inúmeras mudanças na sociedade e do impacto desse avanço tecnológico nas organizações, o conhecimento adquirido em livros e demais periódicos ganha um forte aliado.

A tecnologia surge como um facilitador para a tomada de decisão dos magistrados e dos advogados, para a gestão dos ativos das instituições e escritórios e, principalmente, para reduzir a burocracia nos órgãos públicos.

 

A tecnologia em várias partes da área jurídica

Vale ressaltar que a tecnologia não pode ser vista como uma ferramenta voltada apenas para alcançar resultados, o uso responsável deve ser o ponto chave da manutenção da qualidade dos serviços prestados.

Além de decisões tomadas com base em pesquisas realizadas com ajuda de algorítimos, a experiência do uso das tecnologias disponíveis deve ser pautado na ética profissional e balizada na moral e na legalidade.

O uso dos dados e informações deve ser visto pelos profissionais como um facilitador, um aliado, e afastar a ideia de que as informações devem ser obtidas e utilizadas de qualquer forma e para propósitos distintos do que se espera de um profissional íntegro e responsável.

 

Informação e globalização

Devido a velocidade da troca de informações, do ambiente globalizado em que vivemos, o acesso a novos mercados e da rapidez na colocação de novas tecnologias nos mercados, a adoção destas tecnologias nas empresas é uma realidade que já faz parte do nosso cotidiano.

Restando para o futuro o aperfeiçoamento do que já existe e a construção de novas tecnologias – tecnologias que serão cada vez mais próximas da capacidade de raciocínio e desempenho humano de atividades das mais distintas áreas do conhecimento.

 

Tecnologia no cotidiano jurídico

Sendo assim, considera-se importante a adoção de novas tecnologias ao cotidiano dos profissionais que estão inseridos no ambiente jurídico.

A tecnologia deve ser vista como uma aliada para o desenvolvimento de todos os setores da sociedade, sem que seja propagado o temor por causa da presença e possibilidade de programas capazes de resolver os problemas enfrentados pelos profissionais.

 

A área jurídica só tem a ganhar

Portanto, faz-se necessário difundir a ideia de que somente o conhecimento é capaz de agregar valor ao desenvolvimento socioeconômico e transformar realidades em níveis micro e macro, inclusive apoiando decisões jurídicas.

Pois, as decisões tomadas dentro do ambiente jurídico ecoam em todos os setores da sociedade, e não apenas na vida dos envolvidos na lide.

 

Esse texto sobre A área jurídica e a tecnologia foi criado por Andreia Baro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *