Receba Novidades

Inovação na Agricultura: o que nos espera?

Esta redação é um resumo da palestra de Adriel Oliveira, sobre inovação na agricultura brasileira e sobre a  oposição agricultura 4.0 versus a produção sustentável.

Adriel Oliveira, que reside atualmente em Portugal, é da cidade de Planaltina de Goiás- Brasília- DF. Trabalha atualmente com produção de softwares e teve sua formação em escolas públicas brasileiras. Vejo que ele sempre foi muito dinâmico. Foi concursado do Banco do Brasil e lá aprendeu sobre gestão, economia e tecnologia da informação.

Vamos apresentar exemplos práticos de inovação na produção de alimentos.

 

A indústria de alimentos 4.0

Em 2017 ele começou a ser empreendedor e investiu numa startup: Empresa de Alimentos 4.0. Ele nos ensina sobre o poder que a ciência e inovação tem nas vidas dos produtores agrícolas brasileiros. Incentiva nossa criatividade e busca por novas estruturas econômicas que podem e devem ser implantadas na sociedade carente de recursos sociais e financeiros.

Diz que a inovação pode resolver problemas, gerar novas perspectivas no mercado empreendedor. Sugere que acreditemos nos nossos talentos e que busquemos nos fundamentar com conhecimento e tecnologia para gerarmos inovação e empreendimento.

 

Virá qual Inovação na Agricultura Brasileira?

Adriel fala que a sociedade está em constante mudança, que os empregos estão mudando os moldes. Não teremos mais empregos de muitos anos numa mesma empresa. Tudo que temos noção sobre dinheiro e economia não é mais fundamentado em um lastro físico.

O mundo começou a usar uma moeda para acompanhar a evolução econômica mundial. A internet é uma ferramenta de comunicação que dá velocidade à informação de todo lugar do mundo. Tudo está em constante mudança e transformação.

 

Modelos de agricultura

O Brasil foca sua exportação em agricultura, extrativismo vegetal e mineração. O Brasil tem muitas desigualdades sociais, culturais e econômicas. A maior parte dos alimentos que chegam para os brasileiros é a agricultura familiar. E ela gera empregos, diminuição da marginalidade e riqueza. Mais de 30% da nossa produção agrícola é perdida até o consumidor final.

O produtor local ainda tem que concorrer com o comerciante que traz a produção de fora da sua cidade. E geralmente a produção local perde nessa concorrência. A distribuição logística é muito frágil. Precisamos sair dessa dependência de logística que temos hoje.

 

Startups de inovação na agricultura

As startups são criadas por pessoas que adquiriram um conhecimento sobre um determinado assunto, com boas intenções, com pouco recurso que podem fazer inovação tecnológica. A universidade ágil acelera a criatividade e a inovação do corpo docente.

Deveria existir no setor público e privado programas para atender as necessidades emergentes dos alunos às necessidades do mercado.

O objetivo do ensino ágil, do ensino superior é transmitir conhecimento e para ensinar os alunos a pensar criticamente a resolver problemas, criando valor que levarão aos inovadores empreendimentos para a indústria. As faculdades e governo deveriam se unir para liberar a criatividade e talento dentro de cada estudante, sendo da rede pública ou privada.

Os estudantes estariam equipados para prosperar e resolver problemas. A partir de 2013 houve queda da economia brasileira e agora essa Pandemia do Coronavírus. Foi estabelecido uma crise, não somente brasileira, mas em todo mundo. Quem tem conhecimento, pode ter melhores armas para enfrentar e solucionar problemas. E a partir dessa crise criar alternativas de introduzir no mercado financeiro, criando renda, empregos e riqueza. Fazendo a economia circular.

 

Internet das coisas e outras tecnologias para os alimentos

A tecnologia de internet das Coisas criou muitos trabalhos em sua esfera como: capacitadores que são as pessoas que desenvolvem e implementam a tecnologia; motivadores: são aqueles que projetam, criam, interagem e oferecem serviços de internet da Coisas aos clientes e por fim, os aprimoradores: criam seus próprios serviços de valor agregado, além dos serviços fornecidos pelo motivadores. Precisamos de empreendedores! IoT cria uma demanda por um novo tipo de especialista de TI.

São indivíduos com conhecimento e habilidade para desenvolver novos produtos capacitados para IoT e processar os dados coletados. Tecnologias operacionais e tecnologia da informação estão se convergindo na IoT. Melhoram a disponibilidade dos serviços da internet, como avanços na computação em núvem e na tecnologia de sensores.

Esses sensores podem estabelecer conexões com o mundo e obter informações de uma produção agrícola, como : tempo gasto do transporte do produtor até a empresa, quantidade de produção de cada alimento produzido, distribuído e perdido, quantidade de cada alimento aferido por peso, monitoramento online do valor de cada produto em bolsa de valores, temperatura, quantidade de gás carbônico, perfil do interesse de cada comprador .

 

A importância da inovação na agricultura para a Economia

A economia está associada à política e agricultura. Devemos voltar a produzir para gerarmos empregos e riqueza. A formação de capital ocorrerá em novas dimensões e serão transmutadas para outros campos: financeiros, social, cultural e intelectual.

A transformação do capital não poderá ser entendida como firma individual ou operação de mercado. Novas firmas serão criadas baseadas na interação social, ou seja, atividades intelectuais. O crescimento do capital financeiro é baseado em capital intelectual e capital social.

Capital humano, social e intelectual são redefinidos com as escolas técnicas, universidades, com as indústrias e o governo. O capital financeiro está cada vez mais associado com conhecimento em pesquisas tais como o risco do capital da empresa, sabendo onde investir inicialmente.

Transformando o conhecimento em capital. O capital intelectual está tornando tão importante quanto o capital financeiro como a base do crescimento econômico futuro. A academia empresarial combina descobertas, pesquisas, com aplicabilidade.

 

Patentes e inovação na agricultura

O sistema de patentes são propriedades intelectuais protegidas dentro das novas invenções. Novas iniciativas surgem dessas escolas tornando a fonte da política de inovação em todos os níveis: nacional, subnacional e internacional.

Produzindo inovação dentro das startup, como, planejamento e implementação de mudanças para desenvolver novos produtos. Não devemos focar somente na exportação. Não existe inovação sem ciência. Existem muitas oportunidades como sustentabilidade e auto gestão.

 

Fundos de financiamento à inovação em agricultura

Existem fundos internacionais de incentivos para produção de alimentos que podem ser feitos em espaços ociosos dentro das cidades. As pequenas produções descentralizadas podem participar da cadeia de produção. Não precisamos mais de ser um latifundiário.

A economia circular pode trazer uma inovação para transformar a sociedade. Pois os empregos não serão mais duráveis. Quando uma crise chega, ela transforma a vida das pessoas de duas formas: para melhor quando as pessoas estão melhores preparadas através da ciência e informação, ou para pior. Estamos vivendo uma oportunidade de sermos criativos sem repetirmos os mesmos erros dos séculos passados.

[Artigo escrito por Vanessa Diniz]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *